30 agosto 2017

Sem tempo...

https://www.youtube.com/watch?v=NmCFY1oYDeM&list=RDEMfZEnh_DCg6w8P70MXI0VsA&index=2

«Esse teu sorriso que num ápice me transformou, me fez ganhar consciência do quanto se pode percorrer numa vida em passos errados, em estradas inúteis que nos levam apenas a questionar porque ainda necessitamos de crer que o mundo afinal não é um mau lugar, apenas mal frequentado.
 Esse teu olhar tão vivido que me puxou para uma realidade mais serena e bonita, sempre que me abraças e me elevas a sonhos de esperança; esse teu calor que me domina o querer ficar, não mais te largar porque não quero descobrir o lado de me sentir de novo só.
 Cada traço teu me descansa o coração, cada cicatriz tua me faz aprender novas soluções porque sei que não me deixarás cair num abismo de onde tão difícil foi sair, cada marca de lutas que travaste quando ainda eu era miragem em teu percurso dão-me alento e armas que tinha perdido numa guerra inglória com minha mente.
 És aquela luz que os vivos experimentam à beira da morte quando o coma de uma vida sem sabor se apodera do juízo, és o sol saudável que me puxou da apatia de me sentir desfeita e és a lua que me sussurra cada noite, embalando meus sonhos de ti, de nós.
 Há uma certeza apenas que agora possuo, a verdadeira monumentalidade de te pertencer e de te reerguer também de anos sem coração batendo compassadamente, a certa verdade de que não há acasos mas apenas encontros que obrigatoriamente irão desenrolar-se quando duas pessoas se aproximem da chama fria de viver sem vida; e amar-te hoje sem amanhã é o que posso fazer, é o que tenho certo ao respirar e é o que possuo para te recuperar.
 Cada dia como o último, cada hora como a mais bela e cada minuto como o mais precioso entre nós que nos abandonámos um dia atrás ao sonho de ser completo, de ser feliz, de ser vivido e celebrado.
 Esse teu corpo que me alimenta a cada sopro de energia e me transforma na mulher que nasci para ser, esse teu abraço forte que me conserta a alma a cada impacto entre nossas harmonias, essa tua sincera vontade em me transformar na rainha de teu sono guardado a cada noite em que voamos juntos.
 Serenamente te acolhi, tempestuosamente te vou tatuando em meu interior doce e sem pressas vamos sendo um só e recuperando o que não era tempo, não era presente, não era ser!»

5 comentários:

  1. Muito bonito, palavras para quê?! =)
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Muito obrigada Ana
      😚

      Eliminar
  2. Anónimo30.8.17

    Sem palavras. Maravilhoso.Zig

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 😍A inspiração também o é...maravilhoso.

      Eliminar